Perda do olfato e seus motivos

Perda do olfato

Durante a pandemia, em algumas situações, foram relatados em casos da COVID-19 a anosmia, que é a diminuição ou a perda absoluta do olfato. Além dela, a augesia (perda no sentido do paladar) também foi diagnosticada em alguns pacientes e a disgeusia (diminuição no sentido do paladar).

A maioria das pessoas com anosmia consegue reconhecer as substâncias salgadas, doces, ácidas e amargas, mas não pode dizer a diferença entre sabores específicos. A capacidade de dizer a diferença entre os sabores realmente só depende do olfato e não dos receptores gustativos da língua.

Mas qual a razão pela perda de olfato em relação ao novo coronavírus?

Dentro da mucosa nasal existem neurônios que captam os variados cheiros e jogam para dentro do cérebro para serem decodificados e o ser humano entender se está sentindo um cheiro de perfume, de comida etc. Como o vírus penetra pelas vias aéreas, ela infecta a mucosa do nariz, e isso pode prejudicar o funcionamento desses neurônios encarregados de recolher essas informações do meio. É um sintoma importante do coronavírus.

Além disso, separamos mais algumas causas que podem levar a perda do olfato:

  1. Alterações nas fossas nasais

Ocorre nos casos de desvio de septo obstrutivo, aumento importante de tecido adenoideano, rinite alérgica, sinusites, pólipos nasais instrutivo e inflamações do nariz. Podem ocorrer também em gripes e resfriados, com caráter transitório.

  1. Alteração no epitélio olfatório

Inflamação do epitélio em decorrência do tabagismo, inalação de substâncias químicas, deficiência de vitamina B12 e zinco.

  1. Alteração no nervo olfatório

O nervo olfatório envia os odores para o cérebro. Nesse sentido, pode ocorrer por tumores deste nervo, ou compressão deste por outras estruturas, como tumores em locais próximos, ou por degeneração do nervo.

Também podem aparecer alterações no cérebro, responsável por processar os odores. As mais comuns são as doenças de Parkinson e o Mal de Alzheimer.

  1. Diabetes

Se a doença está fora de controle, ela pode danificar os nervos que transmitem informações olfativas ao cérebro.

Tratamento

Os otorrinolaringologistas são os médicos que tratam as causas da perda de olfato. Os tratamentos podem ser clínicos ou cirúrgicos. Entretanto, o sentido do olfato nem sempre retorna (na anosmia), mesmo depois de um tratamento bem-sucedido da sinusite.

Já os tumores podem ser removidos cirurgicamente ou tratados com radiação, mas tal tratamento normalmente não restaura o sentido do olfato. Pólipos no nariz são removidos, algumas vezes restaurando a habilidade de sentir odores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu